Matéria publicada em 15/08/2015 às 00:54:44

Fonte: Agência Rondônia de Comunicação

São Carlos pede ajuda para voltar a viver após enchente histórica

São Carlos pede ajuda para voltar a viver após enchente histórica 

 

Mais de um ano depois das águas do Rio Madeira baixarem a níveis considerados normais, após a cheia histórica ocorrida no primeiro semestre de 2014, a vida dos moradores do Distrito de São Carlos não voltou ao normal. Dezenas de famílias ainda não puderam retornar às suas casas, e a crise econômica local aflige a comunidade que teve os meios de subsistência destruídos pela catástrofe natural.

 

 Os que viviam da agricultura familiar perderam suas plantações de produtos da terra como açaí, macaxeira, milho, feijão, maxixe, tomate e melancia; e as famílias que vivem da pecuária tentam perseverar na atividade prejudicada pela enchente. “A pecuária enfraqueceu uns 70%, e a agricultura se acabou”, opinou o presidente da Associação de Moradores Ariowilson Domingos da Silva, de 65 anos.

 

 Andar pelas ruas da São Carlos de hoje, é ver uma realidade diferente daquela São Carlos que se destacava entre as comunidades do Baixo Madeira, com uma infraestrutura acima da média, e que atraia pessoas de vários lugares  para os seus festejos. “Vinha muita gente de fora para o Festejo de São Carlos. Gente de Porto Velho, dos Distritos, e até turistas de outros estados do Brasil”, relembra Ariowilson.

 

 O Festejo de São Carlos, que faz parte do calendário cultural do Município de Porto Velho, foi realizado no último mês de julho em ano histórico, já que o Distrito, que foi criado em 21 de novembro de 1985, completa 30 anos em 2015. No entanto, essa edição passou longe de ser memorável. Teve um dos menores público da história, por falta de locais para receber os turistas. Os pequenos hotéis se tornaram imóveis abandonados.

 

 UMA HISTÓRIA DEIXADA PARA TRÁS


 Mesmo nas reais situações, a população de São Carlos luta para continuar no Distrito. “O motivo é que a maioria nasceu aqui, foi criada e criou seus filhos nessa terra. Nossa história foi construída em São Carlos”, observou o professor federal aposentado Antônio Sávio dos Santos, de 58 anos, que também nasceu e foi criado no Distrito.

 

“Todos os dias a minha mãe me perguntava: ‘filho, quando vamos voltar pra nossa casa? ’. No dia de voltar, antes do sol nascer ela já estava acordada e com as coisas arrumadas”, relatou o professor sobre Dona Angélica de 95 anos,  usando a experiência da genitora para falar da realidade das famílias que tiveram que deixar suas casas e anseiam pelo retorno à São Carlos.

 

O problema é que muitas residências ficaram inabitáveis com os rastros da enchente que deixou o Distrito submerso com níveis de água de até 2 metros. O acúmulo de areia e entulhos arrastados pelas águas ainda são vistos nas ruas e nos arredores das casas. E quando chove, a alagação é inevitável, por falta de escoamento.

 

 PROVIDÊNCIAS URGENTES


Na última quarta-feira (12/08) o presidente da Câmara de Porto Velho, vereador Jurandir Bengala, esteve em São Carlos representando o legislativo municipal, quando esteve com o presidente da Associação de Moradores, Ariowilson Domingos, e com o administrador do Distrito, Ednardo Medeiros. O vereador acompanhou a terraplanagem nas ruas que está sendo executada após seu pedido de providencia junto à Prefeitura, e também ouviu a comunidade local.

 

Na ocasião, foi entregue ao presidente da Câmara uma lista de solicitações, incluindo a permanência (por mais tempo) das máquinas que foram enviadas ao Distrito, a fim de que seja concluído o trabalho. Segundo informou o presidente da Associação, o encarregado da Prefeitura avisou que as máquinas ficariam somente até este sábado – o que deixaria o trabalho pela metade. Jurandir Bengala se comprometeu em buscar providências.

 

A lista de solicitações ainda incluiu uma retro escavadeira (JCB traçada), um trator bobiquete (tratozinho) e uma caçamba toco (pequena). A intensão é utilizar estas máquinas nos serviços de acabamento. “Se não fizer a drenagem nos entornos das casas, todo o trabalho que está sendo feito vai ser em vão. Precisa ser feito um rebaixamento em relação ao nível das casas, pois a rua ficou mais alta, e quando chove as casas alagam”, explicou o administrador do Distrito, Ednardo Medeiros.

 

“Estão falando de construir uma nova São Carlos, mais o que a gente está precisando é resolver esses problemas de agora, para que possamos ter condições de moradia”, disse o senhor Ariowilson Domingos acrescentando que “a mão de obra para esses serviços pequenos de acabamento, a gente mesmo faz! Tem operadores bons aqui em São Carlos. Só precisamos das máquinas. Estamos unidos pra trazer o nosso Distrito de volta, como era!”.

 

Ao mencionar a “nova São Carlos”, o presidente da Associação de Moradores se referiu ao projeto apresentado pela Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla), que objetiva a reconstrução do Distrito, e que envolve o desafio de convencer a população a deixar o local, já que a “Nova São Carlos” será construída em outra área distante das margens do Rio Madeira, que contará inicialmente com 358 lotes medindo 25m x 50m.

Comente Pelo Facebook

 

ÚTLIMAS NOTÍCIAS

06/11/2018 • JARU: Idoso é encontrado morto pelo filho em queimada de pasto na zona rural de Tarilândia 06/11/2018 • PF deflagra operação em Rondônia para combater divulgação de pornografia infantil na internet 06/11/2018 • Bando que roubava, adulterava e vendia motos pela internet é preso em Porto Velho 20/10/2018 • SAÚDE: Senar atende comunidade ribeirinha do Baixo Madeira no Distrito de São Carlos 20/10/2018 • Medico pioneiro em Ariquemes morre afogado em rio na região de machadinho 12/10/2018 • Jean Mendonça perde vaga de deputado e abre cargo para Geraldo da Rondônia 01/10/2018 • Van capota ao ser atingida por carro de passeio no centro de Porto Velho 01/10/2018 • Debate na TV Rondônia reúne seis candidatos nesta terça-feira; veja todas as regras 01/10/2018 • Jaru: Justiça atualiza multa de Amauri dos Muletas para R$ 375 mil em processo de fraude em licitação da saúde 01/10/2018 • Zaltana pescados na maior feira de negócios da América Latina

©Copyright 2014 - Todos direitos reservados a Reporternoticia.com.br

Netmidia - Soluções Digitais