Matéria publicada em 11/08/2015 às 00:23:07

Polícia Civil de Machadinho do Oeste com apoio da Polícia Militar elucida homicídio bárbaro

Polícia Civil de Machadinho do Oeste com apoio da Polícia Militar elucida homicídio bárbaro

 

No último dia 30 de julho, a Polícia Civil de Machadinho do Oeste/RO recebeu notícia de crime de  homicídio qualificado e ocultação de cadáver ocorrido na zona rural daquele município, conforme ocorrência registra da DP.

A vítima Elier Vaz da Silva estava desaparecido há aproximadamente dois meses. No dia 30/07/2015 sua ex-mulher JOSEFA VERONICA OLIVEIRA VERISSIMO compareceu à delegacia e informou que o "desaparecido" havia sido vítima de homicídio cometido por Esmeraldo Ferreira da silva, vulgo "NENÊ". Segundo Josefa, "NENÊ" matou a vítima a pauladas e mediante ameaças de morte, coagiu o próprio filho e Elier e o sobrinho a enterrar o corpo nos fundos de um sítio.

De imediato a equipe chefiada pelo Delegado Sérgio Toma, com apoio do Delegado Regional de Jaru, Thiago Flores,  e o serviço reservado da Polícia Militar de Machadinho do Oeste, iniciaram as diligências para confirmação do fato e identificação de autoria.

Em entrevista com EDSON OLIVEIRA VAZ (filho da vítima), esse indicou o local onde ELIER estava enterrado, o  Delegado Sérgio Toma e sua equipe compareceu ao local indicado e confirmou a veracidade das informações. O corpo estava realmente enterrado no ponto indicado e já em estado de putrefação. O local foi periciado e o corpo encaminhado ao IML de Ariquemes.

Edson, filho da vítima, disse que  seu genitor foi morto a pauladas por “NENÊ” dia 02/06/2015.  Ocorre que a equipe de investigação não acreditou de pronto na versão apresentada pelos familiares da vítima e decidiram ir à fundo nas apurações, e os fatos foram esclarecidos, a  verdade veio à tona. 

O filho da vítima, EDSON OLIVEIRA VAZ  acabou por confessar o homicídio em coautoria com o vulgo "NENÊ", namorado de sua mãe, JOSEFA VERONICA DE OLIVEIRA VERISSIMO. 

Segundo apurado, a vítima fora golpeada por um bastão de ferro (bengala de motocicleta) na cabeça enquanto dormia desferido por seu filho EDSON. Algum tempo depois, o vulgo "NENÊ" ao perceber que a vítima ainda estava viva desferiu mais golpes, com o mesmo bastão de ferro, na cabeça e ainda cortou o pescoço de ELIER com um facão. 

Após o hediondo crime, EDSON e "NENÊ" amarraram o corpo e o arrastaram com a ajuda de um cavalo até o local onde seria enterrado, fundos do sítio da vítima.

Um adolescente que foi ouvido confirmou que testemunhou a execução e ajudou a enterrar o corpo. Disse ainda que o homicídio fora planejado por JOSEFA e o vulgo "NENÊ".


A equipe da Polícia Civil de Machadinho, apesar de contar apenas com um Agente de Polícia e um  escrivão, além do Delegado, trabalhou diuturnamente para solução do caso que culminou com a prisão dos três envolvidos e o indiciamento deles pelos crimes de Homicídio Qualificado e Ocultação de Cadáver, que, somadas as penas, pode acarretar mais 30 anos de prisão na condenação.

Fonte: ASCOM/PC/RO

 

Comente Pelo Facebook

 

ÚTLIMAS NOTÍCIAS

01/06/2018 • URGENTE: Homem é encontrado morto em vila de apartamentos na zona Sul 01/06/2018 • JARU: Boatos de nova paralisação fomenta outra corrida a postos de combustíveis do município 19/05/2018 • DEFESA: Homem é atacado a golpes de gargalo de garrafa ao agredir mulher 19/05/2018 • TRAGÉDIA: Dois irmãos desaparecem após embarcação naufragar no Rio Mamoré 04/05/2018 • Construção do Parque do Tambaqui é anunciada na EXPOVALE 04/05/2018 • Solenidade marca passagem de direção do Colégio Tiradentes III 02/05/2018 • 7° BPM recebe novos policiais militares 01/05/2018 • 7° BPM recebe a visita do Comandante-Geral e realiza final do Torneio Tiradentes 01/05/2018 • Equipes do Patamo do 7° BPM apreendem simulacro, drogas e recapturam foragidos 14/03/2018 • Secretaria de Obras reforça parceria para EXPOVALE

©Copyright 2014 - Todos direitos reservados a Reporternoticia.com.br

Netmidia - Soluções Digitais