Matéria publicada em 21/03/2015 às 21:13:49

Fonte: Fonte:G1

Catástrofe em Buritis, enchente atinge mais de mil residências: veja fotos

As águas dos rios Candeias e São Domingos e do Igarapé do Veado transbordaram após chuva intensa que caiu do início da noite de sexta-feira (20) até a tarde deste sábado (21) em Buritis (RO), distante cerca de 320 quilômetros de Porto Velho. A coordenadora da Defesa Civil, Ocilene Gonçalves, informou que as saídas da cidade estão inundadas e estima-se que mais de mil casas foram invadidas. Cinco famílias foram encaminhadas para um abrigo providenciado pela prefeitura. O município decretou situação de emergência.

À reportagem, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros alegam que ainda não possuem dados exatos sobre a cheia. O número total de atingidos e prejuízos ainda estão sendo contabilizados pelos órgãos do município, que possui mais de 32 mil habitantes, segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010.
De acordo com o tenente Costa, do Corpo de Bombeiros, o igarapé e os rios transbordaram em função da chuva intensa. Os bombeiros estão ajudando as famílias que estão saindo por conta própria das casas e encaminhado as desabrigadas. "As águas subiram cerca de três metros. Já socorremos cinco famílias e ajudamos a tirar os bens de mais duas. A água baixou uns 30 centímetros e está estável, mas a previsão é de que as chuvas continuem", afirma o tenente.

Um homem que trabalha no município afirma que até às 7h ainda era possível transitar pelas ruas de Buritis. Depois deste horário, casas e estabelecimentos foram invadidos pela água. "Não moro aqui, vim umas 6h da manhã, mas quando percebi que a água subia rapidamente, decidi voltar pra casa. Quando cheguei perto da saída da cidade não dava mais pra passar carro nas ruas. A água estava na altura do capô. Estou ilhado no posto de gasolina, esperando a água baixar", conta o trabalhador, que não quis se identificar.

Conforme a coordenadora da Defesa Civil, a cheia pode entrar para a história como a maior nos últimos 20 anos e não está descartado decretar estado de calamidade. "Nunca vi nada igual antes. Infelizmente as famílias desabrigadas podem aumentar consideravelmente até o fim do dia, já que o nível da água pode aumentar se não parar de chover. Por enquanto a zona rural ainda é possível transitar, mas não sabemos até quando", diz Ocilene.


Fonte:G1

Comente Pelo Facebook

 

ÚTLIMAS NOTÍCIAS

06/11/2018 • JARU: Idoso é encontrado morto pelo filho em queimada de pasto na zona rural de Tarilândia 06/11/2018 • PF deflagra operação em Rondônia para combater divulgação de pornografia infantil na internet 06/11/2018 • Bando que roubava, adulterava e vendia motos pela internet é preso em Porto Velho 20/10/2018 • SAÚDE: Senar atende comunidade ribeirinha do Baixo Madeira no Distrito de São Carlos 20/10/2018 • Medico pioneiro em Ariquemes morre afogado em rio na região de machadinho 12/10/2018 • Jean Mendonça perde vaga de deputado e abre cargo para Geraldo da Rondônia 01/10/2018 • Van capota ao ser atingida por carro de passeio no centro de Porto Velho 01/10/2018 • Debate na TV Rondônia reúne seis candidatos nesta terça-feira; veja todas as regras 01/10/2018 • Jaru: Justiça atualiza multa de Amauri dos Muletas para R$ 375 mil em processo de fraude em licitação da saúde 01/10/2018 • Zaltana pescados na maior feira de negócios da América Latina

©Copyright 2014 - Todos direitos reservados a Reporternoticia.com.br

Netmidia - Soluções Digitais